02 maio 2009

Minha Casa, Minha Vida. Simulador de Financimanto Passo a Passo

O programa Minha Casa, Minha Vida do governo federal pretende investir 34 bilhões de reais para que milhões de brasileiros tenham acesso à casa própria. Em alguns Estados, vários brasileiros já estão concretizando o sonha da casa própria.

No Espírito Santo, o primeiro imóvel a ser adquirido através dos moldes do programa ocorreu na semana passada, e o comprador conseguiu um desconto substancial de 27%.

“Seguindo as medidas do programa habitacional do governo Minha Casa, Minha Vida, o primeiro imóvel comercializado no estado foi um apartamento do Residencial Rios da Serra.
O corretor imobiliário responsável pela venda, Daniel de Oliveira, conta que o comprador conseguiu abater R$ 15 mil no valor do imóvel, o que representa um desconto aproximado de 27%.
Fonte A Gazeta.

Neste raciocínio resolvi postar aqui uma simulação e mostrar um passo a passo do simulador de financiamento da Caixa Econômica Federal.
Apesar do simulador da Caixa ser bem intuitivo, algumas pessoas ainda tem algumas duvidas, então não custa repassar, vejamos:

Simulador de Financiamento da Caixa Econômica Federal
Site da Caixa: http://www.caixa.gov.br/
Link direto para o simulador: clique aqui

Depois de clicar no link, irá se abrir uma janela no formato pop up. Ali você deve começar a inserir seus dados. Como eu disse, o preenchimento é muito intuitivo, porém alguns dados interferem no resultado final, como por exemplo; imóveis comerciais tem um prazo menor de financiamento e as taxas de correção também são diferentes. A data de nascimento do participante do contrato que possui maior idade também tem influência no calculo.
Nesta simulação, estou colocando dados para conseguir enquadrar o financiamento no Programa Minha Casa, Minha Vida. Com os seguintes dados: imóvel residencial, novo, renda familiar de R$ 1.500,00 e a data de nascimento do participante de maior idade com aproximadamente 35 anos.

Clique em avançar e veja o próximo passo.

Escolha a opção desejada, neste caso, vamos escolher Carta de Crédito FGTS – Minha Casa, Minha Vida.

Agora escolha o valor de sinal que você dispõe ou que pretende investir no momento e também o prazo do financiamento. Neste caso o prazo máximo é de 300 meses.

Na simulação estou dando R$ 5.000,00 de sinal e prazo de 300 meses, mas isso é uma questão de adaptação a realidade de cada um.

Já estamos quase no final.
Depois de clicar em calcular, vamos receber do simulador mais algumas opções, mas a simulação propriamente dita já esta pronta.

ATENÇÃO – Agora começa a ficar interessante, repare no item “Valor subsídio complemento - R$ 15.420,00”. O que é isso? Este valor subsídio complemento é exatamente o que diz; trata-se de um subsídio para a compra da casa própria que o Governo, através do programa Minha Casa, Minha vida está disponibilizando aos que se enquadram nas regras. Vale lembrar que o subsídio só é concedido para este programa habitacional.
Trocando em miúdos, um imóvel que antes lhe custaria R$ 70.000,00, com esta “ajuda” sai por R$ 54.480,00. É como se você estivesse recebendo um desconto de 22%, fantástico, não acha? Num outro calculo que fiz aqui, diminui a renda familiar, coloquei R$ 1.300,00 e não R$ 1.500,00 por mês, e o desconto chegou a 25%. Acredito que com a ajuda de um gerente especializado da Caixa, você também possa atingir o desconto que nosso amigo conseguiu, segundo a reportagem citada no começo deste post, onde o comprador obteve um desconto de 27%!

Mas continuando no tutorial, clique agora em CET – PLANILHA, e veja os valores das prestações, ali estão os valores desde a primeira até a última prestação. Saiba que há correção, mas a taxa é campeã, menor do que a caderneta de poupança inclusive. O sistema é o Sacre, onde as parcelas vão diminuindo de acordo com o tempo, assim o comprador vai eliminando os juros logo no começo e evitando o crescimento do saldo devedor.


E é isso, espero ter ajudado neste aspecto.

Conheça aqui no meu blog também as regras fundamentais do programa e descubra em qual delas você se enquadra.
Clique aqui: Regras do Programa

Assine nosso feed e receba atualizações em seu email

Eduardo Costa c4849


Artigos Relacionados

147 comentários:

Anônimo disse...

muito obrigado, vc foi ua luz nas minhas duvidas!
bjos

18 de maio de 2009 20:29
Anônimo disse...

Cara, me ajudou muito! Obrigado!!!

18 de maio de 2009 22:32
Anônimo disse...

FOI ÓTIMO SUA AJUDA. OBRIGADO.

19 de maio de 2009 15:19
aldemar disse...

E quem não possui fgts?
Se enquadra nesse programa também?

29 de maio de 2009 15:59
Eduardo Costa disse...

Sim Aldemar, este programa apenas usa recursos do FGTS e da Caderneta de Poupança para emprestar o dinheiro ao consumidor. Por isso a taxa é mais baixa.
O fato do comprador não ter FGTS não impede que ele use uma carta de crédito do FGTS.
Temos que entender a diferença, seu FGTS vem do seu trabalho e da sua contribuição com o fundo, e a Carta de Crédito do FGTS é o concessor do emprestimo.

Abraços

29 de maio de 2009 18:43
Carlos disse...

Olá... sabe nos dizer o por quê de aparecer um valor de subsídio mesmo clicando no item de baixo, "Aquisição de Imóvel Novo - Carta de Crédito FGTS", no simulador? Obrigado
Parabéns por este tópico!!!

31 de maio de 2009 15:06
Eduardo Costa disse...

Olá Carlos,

O subsídio aparece porque talvez na inclusão dos dados você esteja se enquadrando nas regras do programa Minha Casa, Minha Vida. Esta opção que você escolheu também usa recursos do FGTS e assim é possível que seu perfil esteja possibilitando este subsídio.
Experimente aumentar o valor do imóvel acima do valor estipulado pelo programa e aumente a renda também, você irá perceber que o simulador automaticamente entende que você não se enquadra no perfil do Minha Casa, Minha vida e não lhe fornecerá valor de subsídio ou mesmo esta linha de crédito. Inclusive, repare que as taxas também são diferentes.

Muito obrigado pelo elogio!

1 de junho de 2009 13:03
Candido e " O PARAISO" disse...

Ótimo, se todos pensassem nos outros com você, o mundo seria melhor, obrigado. Candido Rios

28 de julho de 2009 14:39
carolina disse...

Eu me enquadro no programa minha casa minha vida, por ser um imóvel novo e minha renda ser baixa, gostaria de saber se eu consigo desconto nas guias de ITBI, ou se realmente seriam aqueles valores mesmos de 0.5% do valor a ser financiado e 3% do valor pago.Muito obrigado e Parabéns por este site

14 de setembro de 2009 20:03
Carolina disse...

Mais uma pergunta.. o que tenho em FGTS é abatido de onde .. posso dar como entrada? Ou abate da parte de financiamento?

14 de setembro de 2009 20:16
Eduardo Costa disse...

Olá Carolina,
Sim, você tem direito a desconto, para ficar mais claro, a regra é a seguinte:

Até 3 salários mínimos
• Isenção dos custos cartoriais para registro de imóveis e;
• Subisidio integral com redução do seguro.
De 3 a 6 salários mínimos
• Redução de 90% nos custos cartoriais para registro de imóveis e;
• Fundo garantidor e redução de seguro.
De 6 a 10 salários mínimos
• Redução de 80% dos custos cartoriais para registro de imóveis e;
• Redução dos custos do seguro e acesso ao Fundo Garantidor.

mais detalhes: http://eduardobroker.blogspot.com/2009/05/desconto-no-valor-da-escritura-e.html

15 de setembro de 2009 13:08
Eduardo Costa disse...

Carolina,
Sendo Minha Casa, Minha Vida ou não, o FGTS sempre entrará no financiamento, até porque é preciso o Habite-se da respectiva prefeitura para a liberação deste fundo.

Atenciosamente,
Eduardo Costa

15 de setembro de 2009 13:16
Carolina disse...

Oi Eduardo.. obrigado por me responder.. sobre a parte de FGTS, quando eu faço a simulação aparece um valor que tenho que dar de entrada.. toda a parte paga para a construtora já foi dada (parcelas, reforços, chaves) falta apenas a parte a ser financiada mesmo, como a renda é baixa eles não me dão o valor total, que é de 72.000,00 diz que tenho que dar entrada.. de 15.000,00 entendo que tenho que pagar no dia que eu fechar o financiamento esta entrada, mas já estarei com o habite-se, mesmo assim só posso descontar do financiamento

Obrigada
Carolina

15 de setembro de 2009 16:23
Eduardo Costa disse...

Olá Carolina,
Se entendi bem, o que está acontecendo é que o valor a ser financiado é incompatível com a renda, então, ai invés de negar, a Caixa pede um sinal ou complemento para então viabilizar o empréstimo.
Com relação a utilização do FGTS, entendo seu raciocínio e, acho pertinente. Mas está é a regra da Caixa, infelizmente. A única explicação que encontro para isso é que é mais cômodo e mais lucrativo para a instituição credora reter o seu FGTS para amortizar no saldo do financiamento, reduzindo assim o risco e aumentando o lucro, pois este dinheiro não irá sequer sair dos cofres da Caixa. É uma hipótese, mas se considerarmos que vamos abater um juros muito maior que a própria rentabilidade do FGTS, ainda assim é vantajoso pro comprador.

21 de setembro de 2009 23:13
Anônimo disse...

e na compra de um imovel usado com a docuemntaçao 100%,a caixa ira avaliar atraves de um engenheiro tem alguns criterios a casa tem que ter forro de PVC,material de primeira ou isso não procede.

22 de setembro de 2009 10:09
valdinei fogaca disse...

Mais uma duvida você sabe me dizer qual é o valor cobrado pela caixa para fazer a avaliacao da casa

22 de setembro de 2009 10:25
Eduardo Costa disse...

Primeiramente, se o imóvel for usado e tiver o habite-se anterior a março, ele não se enquadra nas normas para o financiamento pelo Minha Casa, Minha vida.

Com relação a visita do engenheiro, ele não obeserva especificamente os itens de acabamento como piso, rodapés e forro. Mas sim o imóvel como um todo, estado de conservação, localização e procura saber se ele vale realmente o valor indicado no contrato e passado ao Caixa. Isso visa evitar que alguem pegue um empréstimo de 200mil para um imóvel que só vale 50 mil.

24 de setembro de 2009 14:51
Eduardo Costa disse...

A visita para a avaliação do engenheiro fica em torno de R$ 150,00 a R$ 180,00.

24 de setembro de 2009 14:54
Anônimo disse...

Como faço para saber se o habite-se do imovel usado é anterior a março de 2009?

28 de setembro de 2009 17:34
Anônimo disse...

Olá Eduardo,com relação ao subsídio... fiz uma simulação para adquirir um financiamento de terreno e construção no valor de R$ 80.000,00. Nos dados desta simulação aparece uma entrada e um subsídio de R$ 13.000,00. E eu escolhi a opção carta de crédito, fora do programa minha casa minha vida... esse subsídio virá mesmo? A partir do momento em que se aprova a construção o subsídio já estará liberado? Aguardo o seu retorno e desde já agradeço.

29 de setembro de 2009 15:27
Lu disse...

Olá, Eduardo! Parabéns pelo seu blog!
Estou querendo comprar um terreno e construir minha casa através do Programa Minha Casa Minha Vida. Já fiz a simulação e vi que é possível. Vi também, que alguns itens do material de construção tiveram redução de impostos até junho para facilitar ainda mais. Você sabe se ainda continua essa redução? Como faço para descubrir?
Obrigada,
Luciane

30 de setembro de 2009 15:27
Eduardo Costa disse...

Olá Lu,
É isso ai, a hora é agora. Sou fã do programa Minha Casa, Minha Vida.
O IPI para material de construção continua sim, e a lista ainda foi amplida, se me lembro bem foi em abril. Porém, assim como nos carro ira acabar ainda este ano.
Siga este link e veja até a lista de materiais: http://www1.folha.uol.com.br/folha/dinheiro/ult91u552186.shtml

30 de setembro de 2009 17:46
Eduardo Costa disse...

Respondendo a pergunta acima da Lu:
Pra se ter certeza sobre o subsídio é preciso fazer a simulação na Caixa, pelo simulador online nos temos apenas uma idéia, bem próxima da realidade, é verdade, mas 100% mesmo só com o gerente.
Com relação a construção, funciona assim:
Você vai recebendo a verba para a contrução, a medida que a mesma avança. Por etapas, exemplo:para a fase da fundação da obra você receber uma verba, na próxima etapa da obra, mais uma parte, no acabamento outra parte e assim por diante. O dinheiro não é liberado de uma vez, etende?
E porque escolheu a carta de crédito fora do programa Minha Casa? As taxas de jurtos não subiram?

30 de setembro de 2009 17:56
Eduardo Costa disse...

Para saber se o Habite-se é posterior ao período exigido pelo Governo é preciso pedir a documentação ao proprietário ou a construtora. Se a compra estiver sendo intermediada por um corretor de imóveis é trabalho dele lhe dar está informação.

30 de setembro de 2009 17:59
Anônimo disse...

Oi Eduardo,
Aqui é a Adriana de porto Alegre, Tudo bem Contigo?

11 de outubro de 2009 23:31
rogerio coelho disse...

Estou para entrar num financiamento de um imóvel da Caixa, no valor de 88.000 reais, mas só começarei a pagar em dezembro/2010, quando a obra estará pronta. Nesta época, terei à disposição 20.000 e poderei abater nas prestações. Minha dúvida é: este abatimento teria o mesmo efeito que o de uma entrada, no mesmo valor?

18 de outubro de 2009 14:23
Camila disse...

Bom dia Eduardo!
Pessoas solteiras podem participar deste projeto?
Obrigada!

27 de outubro de 2009 10:22
Eduardo Costa disse...

Olá Adriana, tudo bem!

27 de outubro de 2009 18:04
Eduardo Costa disse...

Camila,
Independente do seu estado civil, o programa atende casados e solteiros.

27 de outubro de 2009 18:05
reginaamelia39 disse...

Quando preencho o espaço que pergunta a data de nascimento do participante de maior idade, só tenho como resposta: data inválida.Como devo proceder?

1 de novembro de 2009 21:10
Pedro disse...

Eduardo;
A caixa não analisa simplismente no nome de quem vai financiar para ver a renda certo?
Ex: Marido ganha = 4.000,00
Mulher ganha = 1.500,00

Pois nesse caso a renda seria de 5.500,00 perdendo todo o incentivo certo?

COmpensa então nem casar..??rs

9 de novembro de 2009 16:35
Eduardo Costa disse...

Saudações Pedro,
Realmente a Caixa soma a renda do casal. Se "no papel" você for solteiro, tem a opção de comprar no nome de um dos dois, assim não perderia o subsídio e entrarria no programa, dependendo da renda, é claro. pessoas com rendas altas ficam de fora.

10 de novembro de 2009 21:59
Eduardo Costa disse...

Olá Regiane,
experiente colocar assim: para 10/11/1975, digite: 10111975. Dessa forma o sitema entende certinho.

10 de novembro de 2009 22:04
Karen Souza disse...

Muito bom esse post! Para solicitar o financiamento, preciso ir à uma agência caixa e verificar quais documentos comprobatórios são necessários. No caso de autônomos, sem carteira assinada, esse programa também é válido? O empregador tem que fazer algum tipo de contrato ou carta registrada?

2 de dezembro de 2009 00:26
Eduardo Costa disse...

Olá Karem,
Por acaso você declara imposto de renda? Ele serve como seu documento de comprovação de renda, assim como a média dos seus extratos bancários. Ou seja, a sua movimentação. A Caixa geralmente não aceita estes contratos e até mesmo prolabores costumam ser negados.

3 de dezembro de 2009 14:46
Mary Anne disse...

Olá Eduardo, comprei um imóvel através do programa minha casa minha vida, na hora de recolher o ITBI tive uma surpresa, além da cobrança sobre o valor financiado e do valor de recursos próprios, cobraram 2% sobre o valor do subsídio, que no meu caso foi de 23.000,00, isto esta correto? Obrigada

6 de dezembro de 2009 22:04
Anônimo disse...

Boa noite Eduardo,

Achei de grande utilidade as perguntas e resposta acima, mas gostaria de saber como é feita o calculo para definir a minha renda?

É o valor bruto que vem no meu holerite ou tem algum tipo de desconto que pode ser deduzido, como por exemplo o imposto de renda e outros descontos.

14 de dezembro de 2009 22:17
Manuela disse...

para ganhar esse s=desconto do governo a casa tem que ser nova? pq fiz uma simulação de residencia usada e não apareceu sobre o valor do subsidio.

30 de dezembro de 2009 12:35
Anônimo disse...

não entendo por exemplo se eu quiser pedir 120mil e meu ganhou é 1900 sou solteira como fica não entendo o valor da entrada
no simulador diz que tenho que dá 65 mil de entrada

2 de janeiro de 2010 14:07
Anônimo disse...

Olá meu caro e nobre colega,pocha vc acabou com minha duvida que pairava em minha cabeça, pois pensei que se tratava do valor que teria que pagar após o termino do financiamento do imóvel.
Odilon .Moreira

6 de janeiro de 2010 12:50
Eder disse...

Olá Eduardo,

Estou com uma dúvida, fiz a simulação no site da caixa e percibi que o subsídio é apenas para imovel novo, no casa do imóvel usado, então não ganho nada? Pensei numa casa de aproximadamente 75.000 e minha renda é 1400, mas achar casa nova é difícil, apenas apartamento e queria uma casa, o que me diz? Obrigado. Eder

10 de janeiro de 2010 23:03
Suse disse...

Maravilhoso esse post!!! Me ajude!! Estou para fechara a compra de uma casa de 115.000,00 com renda de 1800,00, mas a construçao não é coletiva, mas individual, como sei se pode se adequar ao programa? Outra duvida.. sou solteira, mas convivo com uma pessoa e possuo a declaração de uniao estável, porem o financiamento sera em meu nome, nesse caso é considerada a renda de meu parceiro ou nao??

11 de janeiro de 2010 00:55
Eduardo Costa disse...

Suse,
Pelo valor do imóvel, acredito que não se enquadre no programa, mas pelo que já fiquei sabendo de alguns casos, isto está variando de região em região.
No caso da renda, só é necessário juntar a renda, caso o valor apresentado não componha o mínimo necessário. Se a sua renda for suficiente e se você não quiser apresentar outra renda, sem problemas.
Quando apresentamos mais de uma renda, esta segunda pessoa também constará no contrato como comprador, entende?

11 de janeiro de 2010 17:34
Enedina disse...

Olá Eduardo, muito esclarecedor seu blog... estou financiando uma casa no vr de 78.000,00 com renda de 1.900,00 vc sabe me dizer quanto vou gastar c/documentaçao incluindo as taxas da CEF? A casa fica no municipio de Itanhaém.

Enedina

14 de janeiro de 2010 22:02
Enedina disse...

Eduardo, só mais uma pergunta.Antes dessa casa de 78.000,00 eu havia tentado comprar uma de 90.000,00 no entanto a CEF mudou as regras e agora em Itanhaém só dá p/ comprar imóveis até 80.000,00. Eu tive que escolher uma casa mais barata pois nao tinha a entrada, no entanto já tinha sido pedido engenharia e agora o Gte. disse que eu vou ter que pagar 250,00 de engenharia da casa que desisti.Esse valor procede?

14 de janeiro de 2010 22:12
Anônimo disse...

Qdo faço essa simulação não aparece o subsidio o que eu faço? tem algo errado?

27 de janeiro de 2010 14:17
giselly disse...

Olá Eduardo,
Gostaria de tirar uma dúvida com vc. Para fazer parte do programa MCMV tenho que comprovar que resido no município que estou tentando comprar o imóvel, ou posso morar em uma cidade vizinha??
Obrigada,
Giselly.

27 de janeiro de 2010 19:23
DANI disse...

Boa tarde Eduardo,
esclareça uma dúvida por favor...me interessei por um imóvel, sendo que este ainda não está desmembrado. Na verdade, como se ele nem existisse ainda,mas o terreno tem ecritura toda certa, então, estou verificando com um despachante para fazer todo o procedimendo de desmembramento, legalização deste imóvel. A partir de toda legalização, este imóvel irá se enquadrar em imóvel novo, correto?? Pois vou fazer por carta de crédito,de acordo com minha renda e o valor do imóvel ele se enquadra no programa.Gostaria deste esclarecimento, se seria como novo mesmo, para que eu tenha já em "mente" o valor referente as parcelas.

Desde já agradeço.
Daniele

29 de janeiro de 2010 15:47
aline disse...

Eduardo, boa noite! Por favor, preciso de uma orientaçao.. Estou negociando um imovel usado no valor de 130.000,00 (valor pedido pela proprietaria) e vou utilizar o financiamento da caixa enquadrado no minha casa, minha vida pela minha renda de 2200,00. O corretor disse que é possivel que, ao avaliador da caixa ir até o imovel, avalie por um preço superior ao exigido pela proprietaria. Ele disse que nesse caso a situaçao complica um pouco, pois nao poderei fazer o financiamento de 130 mil pela compra deste imovel. Minha dúvida: Mesmo sabendo que vale mais, se a proprietaria quiser vender o imovel por 130 mil, ele pode interferir em algo, visto q sua avaliaçao ficou maior?
Obrigada e aguardo sua ajuda, Aline.

3 de fevereiro de 2010 19:21
Eduardo Costa disse...

Aline,
Veja bem, procure saber se o Habite-se deste imóvel é posterior a maio de 2009, pois este é um dos pré requisitos para o enquadramento nas regras do programa. Outro fator é o valor do imóvel, já conversou com seu gerente da Caixa?

Sobre o avaliador, respondo: sim, ele pode interferir. A ação do avaliador tem por objetivo avalisar o valor do imóvel ao credor, que neste caso está recebendo o prórpio imóvel como garantia sobre o empréstimo. Por tanto, a instituição credora leva muito em consideração a opinião do avaliador.

3 de fevereiro de 2010 20:00
Aline disse...

Eduardo, obrigada pela resposta. Só mais uma dúvida, o imóvel ja é antigo, tem cerca de 20 anos, está R$130.000 e minha renda se enquadra no programa minha casa minha vida. Nesse caso, não posso financiá-lo aproveitando os juros do programa de 4,59% devido ao habite-se, que provavelmente é antigo?

5 de fevereiro de 2010 16:15
fernando disse...

ola eduardo esto na duvida. vou comprar um imovel 97000 mil .emtrada de 12000mil sera q tenho direito ao subsidio meu salario e de 2000mil

9 de fevereiro de 2010 03:22
Anônimo disse...

Eduardo Boa noite

iniciamos a compra de um apto atraves da mrv, antes do lançamento do programa minha casa minha vida.
parcelamos a documentação e o valor de entrada de acordo com os valores da época.
ainda não assinamos o contrato com a caixa e continuamos pagando os valores impostos antes do programa .
gostaria de saber se ainda temos direito de entrar no programa e se esses valores já pagos serão abatidos caso entrarmos, uma vez que o valor simulado hoje oferece um subsídio maior e não pede entrada.

12 de fevereiro de 2010 19:49
patricia disse...

Eduardo me responda por favor se eu ir na caixa financiar dar meu fgts no minha casa m vida , terei de pagar as custas que a construtora pede, valor das chaves etc?

15 de fevereiro de 2010 00:30
Maryorith disse...

Oi Por favor tire minha dúvida, eu assinei um financiamento da caixa em 2007 e tinha o perfil do "Programa Minha Casa Minha Vida" posso pedir o recalculo, já que o meu juros é de 8,16 %???????

14 de março de 2010 10:22
Anônimo disse...

valeu mesmo,você me tirou a maioria das duvidas que eu tinha sobre esse subsidio de complemento,pensei que era o valor que precisariamos conseguir pra complementar o valor necessario pra comprar o imovel,esse projeto minha casa minha vida vai ajudar muita gente,espero que eu seja selecionado pra ser beneficiado por ele,pois é o meu grande:ter uma casa própria,valeu,muito obrigado

22 de março de 2010 02:19
Paula caroline disse...

Olá Eduardo,
Entrei com o financiamento de um valor para construção, e queria me enquadrar no financ Minha casa Minha vida, que seria até 80.000,00
Entao fiz um projeto, e eu já possuia um lote. Entao fui dar continuidade com a caixa. O gerente que me atendeu, novato,analisou meus papeis e entao pediu a visita do engenheiro. Sò que o valor estimado do meu lote super-valorizou a casa, pra construção da casa de acordo com a planta , de acordo com a planilha ficaria em 80.000. Resumindo, nao foi aprovado!!!
SABENDO AGORA QUE a a caixa estima o vlaor do lote e agrega ao valor da construção, entao fiz uma casa menor. Porém o gerente agora nao quer dar prosseguimento com meus papeis por que diz que eu tenho que arcar com as custa do engenheiro da visa anterior e da atual, a anterior ele estar me cobrando r$620.00. Gostaria de saber se é correto isso.Ou ao menos um site para me informar sobre o assunto.

31 de março de 2010 20:38
Anônimo disse...

Comprei um imóvel de 3º, já financiando, que não estava enquadrado no programa Minha casa minha vida, e que estava sendo contruido... quando o imóvel ficou pronto já passei a morar nele, mas o financiamento em meu nome ainda não saiu.. Terei direito de receber o valor do subsidio da mesma forma?? Estou apreensiva, pois alguem teria informado que o imovel pode ser considerado usado.. Aguardo..

1 de abril de 2010 15:47
Eduardo Costa disse...

Você não irá receber o subsídio, já que o imóvel não se enquadra no progrma. Com relação a estar sendo usado nem é tanto o problema, desde que o Habite-se tenha sido emitido posteriormente a maio de 2009.

2 de abril de 2010 10:51
Eduardo Costa disse...

Olá Paula,
O que te disseram tem fundamento sim.
Agora com relação ao valor, estou achando salgado. Na ultima vez que fiz algo assim ficou em R$ 250,00, entretanto um amigo da área me disse que havia ocorrido um reajuste, mas não para tanto assim, R$ 620,00 é bem caro. Não seria este valor pelas duas visitas? A anterior e a próxima?

2 de abril de 2010 10:55
Eduardo Costa disse...

Olá Maryorith,

Acredito que não seja possivel renegociar, certo? Mas vale tentar.

2 de abril de 2010 11:00
Anônimo disse...

Olá Eduardo.. Na verdade quem comprou o imóvel na planta não recebeu o subsidio, mas o habite-se só saiu em outubro ou novembro de 2009, quando passei a morar no imóvel (fiz contrato de compra e venda) e minha documentação está sendo enviada agora para aprovação do financiamento ... Acha que neste caso receberei o subsidio??? por minha renda, valor do e outros requisitos, creio que me enquadro. A dúvida é quanto ao fato de estar morando no imóvel..

5 de abril de 2010 18:18
Anônimo disse...

Eduardo

Gostaria de saber se ainda existe o subsidio para imoveis usados, se minha renda se enquadrar nos 3 salarios minimos, pois no ano passado no feirão da caixa me disseram q teria subsidio de 5000,00.

10 de abril de 2010 13:55
kaetano disse...

se adquirir um imovel usado eu tenho um subsidio do governo de 6.000.00 reais isto é verdade..
tenho de 3 a 6 salario minimo e possui fgts.

valor do imovel 80.000,00
os imposto de itbi tenho desconto

14 de abril de 2010 04:57
Anônimo disse...

Eduardo eestas pessoas de baixa renda q estão negativadas com o nome pode financiar e praticipara do programa minha casa minha vida

17 de abril de 2010 13:24
Palavras disse...

Ola boa noite Eduardo,estou querendo Um ap de 65.000.00 minha rende e de 1.282.00
O ap e antigo.O que vc acho ? tenho possibilidades de ser aceita -
Agradecida

19 de abril de 2010 17:48
laine disse...

ola fiz um financiamentio ontem e nao consegui o subsidio pq será renda 2.400,00 so do marido.valor financiado 72.000,00 em 300 meses,pagarei 530,00 mensal nao utilizarei fgts...juros 4,5 % o mais baixo.laine.samblas@ig.com.br

28 de abril de 2010 16:29
é nois disse...

Eduardo o subsidio é somado com valor do financiamento pra compra do imovel?Fiz a simulaçao com R$ 80.000,00 o valor do imovel. e renda de R$ 1.300,00 data de nascimento 09/08/1978. Esta simulaçao ficou assim:R$ 13.000,00 de subsidio, R$ 50.910,51, entrada R$ 16.089,49 neste caso entao si eu conseguir a entrada posso comprar o imovel no valor de R$ 80.000,00?

29 de abril de 2010 17:07
jack disse...

Olá Eduardo!
Se a pessoa tiver um terreno na cidade que quer financiar uma casa ela tem direito a subsidio?

10 de maio de 2010 15:53
Anônimo disse...

ola patricia nao entendi porque meu subsidio deu apenas 3.000, a casa é no valor de 85.000,00, tenho de fgts 10.000,00, e renda de 1.000,00.

15 de maio de 2010 19:25
Anônimo disse...

tive problemas com spc e serasa, mais ja quitei estas dividas, quero saber se consigo fazer financiamento habitacional minha casa minha vida, trabalho registrado a 7 anos na mesma empresa

18 de maio de 2010 10:55
Meiriele disse...

Olá Eduardo, parabéns pelo seu blog,gostaria de tirar uma duvida a respeito da entrada que a caixa pede, essa entrada é dada no ato do contrato? vai para o proprietario do imovel? tem que ser em dinheiro ou pode constar como entrada (veiculo e terreno)se o proprietario aceitar? Por Favor preciso saber para negociar.
Desde já agradeço.

23 de junho de 2010 23:11
Anônimo disse...

Olá Eduardo,...
...eu e meu namorado compramos um terreno juntos e já estamos construindo o terreno esta no nome dos dois, sera que consigo fazer um financiamento no nome de um só, pois se juntar a renda dos dois o valor vai dar alto daí é capaz de nem entra no subsidio.

29 de junho de 2010 20:52
Anônimo disse...

Ola Eduardo,precisava fazer um financiamento para terminar minha casa ela esta em ponto de laje será que tem como...

29 de junho de 2010 20:56
isabellinha disse...

oi quero saber o seguinte:
tenho uma casa mais ainda não tem escritura
só planta,comprei de um loteamento que abriu.
e registrei no cartorio da cidade
sera que consta que tenho casa propria ?
pois quero comprar uma com meu fundo,pois minha casa é muito mal acabada.
obrigada!
vanessa.

me mandem email vcbernardo@hotmail.com

15 de julho de 2010 22:50
Anônimo disse...

olá quero saber se o imovel é no valor de 65.000 mil qual é a renda exigida e em 300 parcelas de quanto ficas a pestação

17 de julho de 2010 15:58
Eduardo Costa disse...

Para este tipo de informação, procure uma Agência da Caixa.
Para ter uma noção básica, faça a simulação no site da Caixa, como eu explico mais acima.

Boa leitura!

17 de julho de 2010 16:08
Anônimo disse...

Boa Tarde Meu Amigo!

Otimo Blog esse seu, parabens.

a minha duvida é a seguinte, o meu pai quer me vender um terreno, ao lado da casa dele porem eh a mesma escritura, um contrato de compra e venda registrado é valido? quanto a metragem não á problema pois o terreno é grande.
Outro problema é que é fora do quadro urbano por alguns metros dai, mesmo que eu quissese separar as escrituras, não daria visto que a escritura soh sai em terrenos maior de 1,5 alqueires. entao teria que ser na mesma escritura dele, eh possivel eu me enquadrar no programa minha casa minha vida?

desde ja agradeço qualquer retorno!

Um Abraço...

22 de julho de 2010 13:50
Fabio disse...

A renda familiar deve ser obrigatoriamente a renda Bruta? A renda Líquida tambem é analisada?

25 de julho de 2010 12:30
Eduardo Costa disse...

Olá Meiriele,
Esta entrada não vai pra Caixa ou para outro banco qualquer, a entrada que eles citam se refere a diferença do valor máximo a ser financiado, e ela pode ser negociada sim com o eventual vendedor. Ou seja, não há problemas em oferecer um carro por exemplo, a Caixa não interfere nestas negociações. O importante é atingir os percentuais referentes ao sinal e saldo a financiar.

26 de julho de 2010 10:14
Eduardo Costa disse...

Olá,

Não há como conseguir um financiamento no nome de apenas um dos conjuges ou companheiros para construção de em um terreno cujo nos docs do mesmo constem o nome do casal como proprietários.

26 de julho de 2010 10:17
Jack =) disse...

olá Eduardo,

tenho algumas duvidas....

qual a idade minima para participar do plano minha casa minha vida?

mesmo se eu conseguir com a caixa um desconto, pela renda, eu tenho que dar alguma coisa de entrada? porque oque tennho no FGTS ainda não chega a Mil reias....

desde ja, Obrigada!!!!!!

26 de julho de 2010 14:34
Anônimo disse...

TENHO CONTRATO DE UNIÃO ESTAVEL E QUERO COMPRAR UM APTO. NO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA.... SOMENTE UTILIZANDO MINHA RENDA. COMO DEVO PREENCHER A DOCUMENTAÇÃO DA CAIXA (SOLTEIRA OU UNIÃO ESTAVEL ?) POIS EM ALGUNS FORMULARIOS DA CAIXA, EXISTE A OPÇÃO DE MARCAR A UNIÃO ESTAVEL.
FORA TER O CONTRATO DA UNIÃO EM CARTÓRIO AINDA POSSUO CONTA CONJUNTA COM O MEU COMPANHEIRO. PORÉM, QUERO COMPRAR COMO SOLTEIRA PARA NÃO PERDER O SUBSIDIO. COMO DEVO PROCEDER ???? EXISTE A POSSIBILIDADE DE INFORMAR A UNIÃO ESTAVEL, MAS COMPRAR SO NO MEU NOME E UTILIZAR SO A MINHA RENDA ?
FICO NO AGUARDO DE UM BREVE RETORNO. SILVIA DE PORTO ALEGRE

6 de agosto de 2010 19:45
Anônimo disse...

ola,

Fiz um financiamento de imovel usado em abril de 2007 e usei recursos do fgts para q os juros ficassem um pouco menores, mas não tive nenhum subsidio em dinheiro mesmo pq é somente para imovel novo e ou construção e no meu caso era um imovel usado, pois bem, eu vendi esse imovel e estou pretendendo construir um novo, sera q consigo esse subsidio nesse novo financiamento q pretendo fazer.

17 de agosto de 2010 09:34
luciano disse...

Olá Eduardo... parabéns pelo trabalho que esta fazendo. Minha pergunta é se o tempo de carteira assinada, interferi negativamente. Ex. Estou pensando em fazer "um acerto" com a minha que já estou a mais de 5 anos. Mas não serei mandado embora, apenas ficarei o tempo necessario recebendo o seguro. Ou seja irei retirar ate o FGTS. Essa situação me desfavorece contra a caixa para ter o meu financ. ou o meu subsidio? Obrigado

19 de agosto de 2010 11:08
Douglas Scisleski disse...

Amigo, a realidade é a seguinte... poucos meses antes de entrar em vigor este tal subsídio de até 17%, visitei um desses empreendimentos aqui em Porto Alegre. Na época uma casa de 2 dormitórios em tal condomínio custava R$ 59.000,00. Para minha surpresa, alguns meses após entrar em vigor tal subsídio, inexplicavelmente as mesmas casas pularam para R$ 75.000,00. O que aconteceu? Simplesmente com a entrada dessa "ajudinha" do Governo(sem nenhum tipo de fiscalização) os donos dos empreendimentos subiram o valor para não perderem, ou lucrarem um pouco mais com isso.Fácil perceber a manobra, no meu caso, com a minha renda, o subsídio que tenho direito fica em R$2.0000,00.Vejam quanto estou perdendo com essa "ajudinha", o imóvel que antes saía por R$59.000,00 passou a custar R$75.000,00, com o subsídio ao qual tenho direito ele vai sair por R$73.000,00. A diferença a mais que eu teria que pagar é de R$14.000,00. Se o Governo não tem como fiscalizar, tem que pensar muito bem antes, pois ao invéz de nos ajudar, acaba sempre nos prejudicando.

22 de agosto de 2010 14:20
murilo disse...

por favor me ajude o programa e para imoveis até 80,000 a construtora cobra 19,000 por fora e manda financiar os 80,000 na caixa o valor fica em 99,000 isso é crime certo ou não se o imovel ultrapassar o valor do programa vc pode pagar por fora

26 de agosto de 2010 19:07
Anônimo disse...

Sr.Eduardo,
gostaria de obter a isenção do Inss, pois minha casa foi construida em 1976, teve alvará p/construir, planta ass.p/engenheiro. Porém somente agora em 2010, consegui registrar o imovel em meu nome(ali só consta um terreno)
Como tirar o habite-se, ficar legalizada como construção e moradia. É possivel essa isenção? Tenho 68 anos, sem condições para pagar. Sei que é possivel obter essa isenção, pois naquela época ainda não havia a lei em questão. Mas como devo proceder agora? Tenho todos os meus documentos, os da escritura, agora também o do Registro Geral, tudo já atualizados, somente não sei como obter esse documento. No entanto a prefeitura de minha cidade já cadastrou, digo lançou o imovel como edificado. O IPTU está dia. Qual o orgão que pode me informar sobre a isenção, e para que eu dê entrada para regularizar?
Desde já agradeço a sua informação.
abs.

9 de setembro de 2010 11:24
vera orem disse...

meu marido fez um pre comtrato com a tenda ja paga 2 anos acasa ainda ñ foi entregue e so temos a pre protosta o valor do imovel era de 66,600 mas ate ai eles alegavam q minha renda dava mas o valor da casa passou a ser de 87,991 então a renda do meu esposo e de 2,500 e a caixa disse a ele q ele tem uma carta de credito no valor de 55,00 eu gostaria de saber se nos temos direito au subsidio e qual seria o valor e saber se a tenda poderia ter mudado o valor do imovel assim se temos uma protosta assinada no valor de 66,600 o que devemos fazer neste caso obrigada

20 de setembro de 2010 10:44
Anônimo disse...

oi eduardo! tenho duvidas! em 2006 fiz um financiamento na caixa, pra reformara casa da minha mãe,pelo constru card e nesse financiamneto eu ganhei 800 reais de descoto esse financiamento empede que eu receba o subsidio.

30 de setembro de 2010 12:47
Vanessa Az disse...

olá boa tarde !!!
Estou fazendo uma simulação do imovel usado no valor de 65.000,00 minha renda é de 1215,00 e esta me pedindo de entrada 9.700,00 esse valor p a entrada posso incluir meu fgts ou tem que ser fora o fgts ???

5 de outubro de 2010 13:32
Anônimo disse...

PRETENDO FAZER UM CONTRATO DE UNIÃO ESTAVEL COM MEU NAMORADO POIS VAMOS MORAR JUNTOS EM POUCOS MESES E QUERO COMPRAR UM APTO NA PLANTA QUE FICARA PRONTO EM JUNHO DE 2012PELO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA,UTILIZANDO SÓ MINHA RENDA. INTERFERE NO FINANCIAMENTO DA CAIXA?
NÃO VOU CASAR POIS QUERO COMPRAR COMO SOLTEIRA PARA NÃO PERDER O SUBSIDIO, POREM NÃO QUERO MORAR JUNTO SEM UM CONTRATO.
COMO DEVO PROCEDER? EXISTE A POSSIBILIDADE DE NÃO INFORMAR A UNIÃO ESTÁVEL, MAS COMPRAR SO NO MEU NOME E UTILIZAR SO A MINHA RENDA ?AMANDA FERNANDES CFOAMANDA@HOTMAIL.COM

6 de outubro de 2010 15:42
Eduardo Costa disse...

Olá Amanda.
Não há como esconder e nem aconselho isso também. A questão é a seguinte: Se o seu estado cívil mudar, ou seja, deixar de ser solteira, a Caixa consegue rastrear. Se este contrato de união estável que está firmando não for registrado, sem problemas.

6 de outubro de 2010 17:27
Anônimo disse...

Olá Eduardo, parabéns pelo blog. Gostaria que você me tirasse uma dúvida. Estou financiando uma casa no valor de R$ 60.000,00 reais, acontece que esta encontra-se em fase de construção. A dúvida é o seguinte: O engenheiro da caixa poderá reprovar a avaliação da casa tendo em vista a fase em que se encontra (construção)? Ou como você disse anteriormente, o engenheiro avalia apenas a construção e o local? Aguardo resposta. Obrigado!!!

27 de outubro de 2010 18:26
Anônimo disse...

parabéns pelo blog, muito esclarecedor!!!

27 de outubro de 2010 23:19
Eduardo Costa disse...

Olá, o engenheiro pode reprovar sim pelo fato de estar em construção. Isso pra sua segurança, pois o vendedor pode pegar o dinheiro e não terminar a casa e você ficar na mão e ainda a CAIXA perde a garantia do imóvel. Quando o imóvel está em construção, a Caixa vai liberando o dinheiro a medida que a obra avança.

28 de outubro de 2010 15:52
Anônimo disse...

Fiz uma simulação e encaminhei meus documentos em uma agencia da caixa com renda declarada de r$ 1.600,00 reais no holerit.
meu subsidio ficou em torno de R$ 10.000,00 porém em minha declaração de IR consta divisão de lucros de minha empresa, será que corro o risco de perder o subsidio do governo ao por a Caixa considerar como uma renda adicional.

8 de novembro de 2010 10:29
Eduardo Costa disse...

Corre sim. O valor do subsídio está diretamente ligado a renda do adquirente e ao valor do imóvel.

8 de novembro de 2010 10:37
JNEGRI MÓVEIS disse...

Olá, entrei com a documentação para compra de uma casa no valor de 92.000, porém a avaliação do engenheiro ficou em 82.000. E, no momento, não possuo todo o valor da entrada. Tenho alguma alternativa neste caso? O vendedor pode continuar cobrando os 92.000 ou deve abaixar o valor? Pois depois de realizada uma avaliação pela caixa dificilmente ele conseguirá uma nova avaliação de maior valor não é? O que dificulatará a venda fiananciada. aguardo resposta.
Jeferson

16 de novembro de 2010 17:41
Anônimo disse...

Olá Eduardo.

Soube do programa Minha Casa, Minha Vida...e observei que posso me enquadrar ganhando o subsídio que o governo oferece.

Gostaria de saber se em algum momento futuro se deseja vender o imóvel para comprar outro, perco o subsídio?

Obrigada.

20 de novembro de 2010 17:33
Eduardo Costa disse...

Olá,
Não, você não perde o subsídio se vender o imóvel. Porém existem algumas regras quanto a venda de imóvel adquiridos pelo programa minha casa, minha vida. É bom conferir.

24 de novembro de 2010 11:38
Anônimo disse...

Olá Eduardo !
Gostaria de saber se para ganhar este subsidio do governo preciso comprar um imóvel novo, pois quero comprar o apartamento em que moro e não é novo, custa mais ou menos 180.000,00 e qual a renda maxima para entrar neste programa , se maior a renda , como devo proceder?
Obriagada!

14 de janeiro de 2011 13:27
Eduardo Costa disse...

Não, não poderá comprá-lo. nem pelo imóvel usado e nem pelo valor do mesmo. Somente em algumas cidades este valor chega a 130mil reais.
Você deverá procurar outras linhas de crédito da Caixa ou de outro banco.

14 de janeiro de 2011 15:49
Anônimo disse...

Olá Eduardo, algumas perguntas:
1) sabe quando entrará em vigor os novos valores do Minha Casa, Minha Vida, de R$150.000,00 para todas as capitais?
2)Imóvel novo para o programa são aqueles cujo habite-se são posteriores a 03/2009 ou entram na "regra geral" de habite-se com até 6 meses?
3) O fato de mudar para casa antes de dar entrada no financiamento junto a CEF prejudica de alguma forma, sobretudo na definição de imóvel novo?
Muito obrigada e parábens pela iniciativa!

15 de fevereiro de 2011 13:48
Ernane disse...

olá tenho uma dúvida, quero um terreno de 30 mil, uma casa de 24.830 reais, tenho renda 2.300 data de nascimento é dia 19/10/1953 nunca tive carteira assinada, sou viuva e pensionista, como funciona tenho que adquirir uma casa de alvenária é isso mesmo? qual o valor que fica 55 mil de financiamento com 273 prestações?

16 de fevereiro de 2011 21:47
Junior Alves disse...

Eduardo Parabéns pelo blog, simplesmente show de bola!!!!!

Sou corretor de imóveis, tenho um blog de vendas de imóveis, sou de fortaleza, estou trabalhando pela primeira vez com imóveis do programa minha casa minha vida, tirei varias dividas com suas respostas....parabéns Eduardo..da um olhada no meu blog e diz o que você achou...blz!!!!!

26 de fevereiro de 2011 18:41
candy.paty disse...

Olá Eduardo,
Parabéns pela disposição em responder a tantas perguntas.
Tenho uma dúvida tb: Eu e meu esposo temos a intenção de nos mudarmos para uma cidade que fica a 90Km de onde residimos hoje. Ele passa em média de 5 a 6 dias nesta cidade por termos clientes em potencial lá. Portanto seria mais fácil transferirmos o escritório e residir na própria cidade. É possível conseguirmos um financiamento pelo MCMV? Tenho emprego fixo onde resido.

4 de março de 2011 09:54
Ines Costa disse...

Olá caro Doutor,

Preciso de uma ajuda.
Estou simulando a construção (aquisição de terreno e construção)nas seguintes condições:
Valor do Imovel: 95.000,00
Renda: 2031,00

Encontro os seguintes numeros:
300 meses
Valor da entrada: 5.000,00 (valor 01)
Valor do financiamento: 83.258,00 (valor 02)
Valor subsídio complemento: 6.742,00 (valor 03)

Minha duvida é a seguinte:
- O valor que a CEF me "dará" no final das Contas é: R$ 90.000,00 (somatorio dos valores 02 + 03)???

Neste caso se positivo, eu complementando os 5.000,00 (valor 01) terei um total de R$ 95.000,00, que é o que preciso para realizar a construção???

Desde já recebe o agradecimento de uma colega de profissão.
Ines Costa

4 de março de 2011 22:38
Nilza disse...

Olá Eduardo, estou com uma grande dúvida. Quero comprar um imóvel novo, a entrega pela construtora será em setembro deste ano, o imóvel nunca foi habitado (nem está pronto). Este imóvel foi comprado por uma pessoa física, que não quer mais o imóvel, como o financiamento será entre o proprietário e eu, minha dúvida é se se enquadraria no programa minha casa minha vida, não encontrei nenhuma informação no site da caixa, mas a cartilha sempre informa condições para construtoras, não cita nada sobre pessoa física.

Posso comprar esse imóvel se enquadrando no programa?

6 de março de 2011 21:09
Anônimo disse...

ola Eduardo.porfavor preciso de ajuda.meu mario e eu .finaciamos uma casa pela caixa.era na época65mil.demos 23 mil de entrada,dai ainha faltam 36mil.minha duvida é?eu posso estar repasando esse financiamento para outra pessoa.quais procedimtnos devo fazer.me ajude.obrigada.sim,ela tem 3 anos de construida.e ja fazem essa mesma data k pagamos,tudo direitinho.então.hoje ela esta avaliada em 160mil.ok faço.obrigada.

7 de março de 2011 01:17
Anônimo disse...

Eduardo, boa tarde!
Estou vendendo meu imóvel, e onde moro já mhouveram varias vendas, entretanto o engenheiro reprovou a venda do meu apto alegando estar aparecendo ferragens , não dentro do meu apto e sim na garagem do edificio.
Posso recorrer? Pedir uma avaliação por novo engenheiro? Por que os outros aptos anteriormente vendidos foram aprovados sendo o emso predio?

21 de março de 2011 17:57
Anônimo disse...

Eduardo vc acredita que o engenheiro possa ter prejudicado a venda, sendo algo tendencioso?

21 de março de 2011 18:01
Juliane disse...

como faço pra saber qual valor vou ganhar de financiamento? o que coloco no campo "valor aproximado do imóvel" se quero comprar terreno e contruir? Juliane

25 de março de 2011 17:37
Anônimo disse...

Bom dia! Caro Eduardo, em 2005 financiei com a CAIXA material de construção para terminar a casa de meus pais, agora ano passado 2010 tentei financiar um apartamento pois estou para casar em julho, o gerente do banco me disse que eu não tenho mais direito ao subsidio do governo pois em 2005 quando financiei o material de construção o governo tinha me dado R$ 1.000,00 de subsidio e que a unica solução para comprar o apartamento seria dando entrada. Gostaria de saber se isso procede mesmo, e caso tenha realmente perdido, tem outra possibilidade de eu poder requerer esse direito pois a casa e do meus pais. Hoje completa 5 anos direto com carteira assinada, tenho 24 anos. Obrigado, Paulo.

9 de abril de 2011 09:28
Anônimo disse...

oi eu gostaria de saber se eu ganho 800,00 eu posso fazer um finaciamento de 250.000,00?

5 de maio de 2011 09:30
Anônimo disse...

Boa noite.
me diga estou adquirindo um terreno mais construção e a caixa me pediu varios documentos pessoais e do vendedor do terreno, projeto, cronogramas, alvara tudo mais que tem direito.
A pergunta é quais realmente os documentos e regras que devo obedecer, pois acho que estão me enrolando para vender outro financiamento, uma vez que ja foi proposto a mim por um funcionário do banco.
O banco ja vem me pedindo documentos desde outubro de 2010.
Agradeço a atenção.

9 de maio de 2011 21:10
Marcos Wagner Junior disse...

Eduardo Costa,

Primeiramente parabéns pelo blog, estou adquirindo um imóvel na planta, pelo MVMV e tirei muitas dúvidas por esse espaço.

Tenho apenas uma dúvida, que pelo que li acima ainda não foi respondida. Saberia me dizer quais as regras quanto a venda de imóvel adquirido pelo programa minha casa, minha vida, para não perder o subsídio?

Obrigado.

14 de maio de 2011 18:57
Eduardo Costa disse...

Saudações Marcos,

Algumas regras do MCMV estão mudando. Ao que parece agora, para vender uma unidade comprada neste programa somente após a quitação do saldo devedor. Isso se for vender "por dentro", claro. Muita gente faz contrato de gaveta.

Obrigado e parabéns pela compra!

17 de maio de 2011 16:43
Anônimo disse...

Parabens pelo blog, muito esclarecedor

Comprei um terreno com minha namorada, ja faz uns 2 anos, sendo que, colocamos 50% de parte na escritura para cada um. Atualmente queremos fazer um financimento pela "minha casa minha vida", mas ouvi dizer que para fazermos esse emprestimo é interessante apenas em nome de um dos dois. Então gostaria de saber se preciso passar o nome da escritura 100%, por exemplo no nome de minha namorada? Como funcionaria no cartorio, se poderia caracterizar como eu estivesse doando minha parte para ela, para não pagar o ITBI e outros? Ou se tem uma maneira mais facil?
Agradecido

27 de maio de 2011 02:25
karina cristiana matheus disse...

boa noite Eduardo gostaria de saber se é verdade se quem tem o nome sujo pode estar financiando a casa,no plano minha casa minha vida,pois informação que quem tem nome sujo,a caixa limpa o seu nome e coloca a divida q ela já pagou junto com divida casa,gostaria de saber se é verdade.Obrigada pela atenção.

13 de junho de 2011 00:57
Tatiana disse...

Boa tarde Eduardo:

Agora com o novo MCMV 2, Posso comprar um imovel usado e obter subsídio e descontos nas despesas decorrentes?


Pretendo comprar um apto usado por 120 mil
Darei 10.000,00 de entrada
minha renda é R$ 2.180,00

Fiz uma simulação como se fosse um imovel novo, mas ele é usado.

A financiar R$ 110.000,00
Nestas condições eu teria um subsídio de 8 mil, entrada de 10 mil e parcelas de R$ 650,00?

Posso começar a sonhar com minha casa propria? porque esta condição para mim seria perfeita!

Obrigada.

21 de junho de 2011 12:25
fernanda disse...

ola gostaria de saber se posso financiar uma casa com meu namorado obrigada

18 de julho de 2011 17:35
Anônimo disse...

Eduardo, no caso da minha simulação, consegui 13mil reais de subsídio. Uma dúvida que tenho, é: Posso usar o subsídio como entrada, ou eu teria que pagar em dinheiro parte do valor como sinal?

18 de agosto de 2011 09:54
Anônimo disse...

Saudações Eduardo

Sou divorciada e tinha um apartamento financiado com benefício quando casada (compra em 2005) Na separação vendemos o apartamento e quitamos a dívida com a caixa. Agora preciso financiar outro apartamento para morar (meu marido era o titular do financiamento antigo). Tenho direito ao subsídio ou ao juro menor do programa minha casa minha vida ou mesmo outro financiamento imobiliario a juros menores?
Obrigado pela atenção

29 de agosto de 2011 20:11
Anônimo disse...

Gostaria de comprar um imovel usado no valor de 120.000 a renda do meu marido é de 1.550 e ele tem 15.000 de fundo de garantia gostaria de saber se tem como ele se enquadrar no programa minha casas minha vida

29 de agosto de 2011 20:57
Anônimo disse...

~gostaria de saber se somente imoveis novos que se enquadra no programa minhacasa minha vida, e se quem ganha 1.500 consegue financiar um imovel de 120.000,pq no bairro onde moro não se encontra casa de 70.000.Obrigada aguardo resposta.

29 de agosto de 2011 21:10
Anônimo disse...

Eduardo Costa,

Sou divorciada, e tinha um apartamento onde meu ex marido era o titular do contrato de financiamento, vendemos esse imovel na separação. Hoje quero comprar um apartamento, gostaria de saber quais os empecilhos para aquisição, uma vez que fomos beneficiados com beneficio do governo no antigo apartamento (2005). Pela simulação que fiz no site da Caixa, todas as condições para um novo financiamento mudam quando ja fomos beneficiados com algum tipo de subisidio do governo.
Obrigada pela atenção!
Fabiana

29 de agosto de 2011 23:24
Anônimo disse...

Encontrei uma casa no valor de 110 mil tenho 10 mil de fundo e a minha renda e da minha noiva somam 1500 reais gostaria de saber se posso entrar no plano minha casa minha vida para adquirir esta casa desde de ja meu muito obrigado.

19 de setembro de 2011 20:53
fabinho disse...

Parabéns pelo Blog.
Meu problema é complicado, já usei o subsídio em 2005 antes do programa MCMV, para comprar mat. de contrução, ná epoca para terminar um telhado na casa da minha mãe,gastei uns 4mil e ganhei desconto por volta de 1 mil.Agora eu já comprei um apto na planta e descobri que vou perder o subsídio. Posso entrar com uma ação na caixa, para que o Juiz entenda minha situação, pois perder o fiananciamento vai totalmente contra o objetivo do programa que é favorecer a moradia á quem não possui imóvel próprio. Mais um detalhe, a casa que eu usei o mat. de construção não pertence a miha mãe, e sim à uma tia, que inclusive teve que assinar um documento na CEF, liberando que seu imovél recebece melhoria. O que faço? preciso de uma luz.

20 de setembro de 2011 13:08
Anônimo disse...

Oi Eduardo, pode me ajudar? Quero financiar uma casa pra mim, mas fora do minha casa minha vida. Ganho 1500,00 mais renda extra nao comprovada de 500,00. Tem uma casa que custa 190.000,00 reais que gostaria de financiar. Tentei fazer simulação mas lá aparece como se eu desse entrada de 90% o valor. Tentei simular 130.000,00 e aparece o mesmo (90% de entrada). Tentei alterar isso, mas nao dá. Será que posso financiar sem entrada ou nao??? Att. Raquel Gomes

20 de setembro de 2011 13:19
Anônimo disse...

Boa noite, Eduardo. Muito bom seu blog. Gostaria de saber quais são as taxas que terei que pagar ao adquirir uma casa pelo programa Minha Casa, Minha Vida, e quais os percentuais para obtê-las. roberto.vga@hotmail.com. Grato.

22 de setembro de 2011 18:17
Anônimo disse...

Olá Eduardo,

Quero comprar um imóvel usado por R$70.000.00, mas minha renda é de R$1.100.00. Teria outra forma de conseguir o subsidio ou ao menos um bom financiamento?
Existe a possibilidade de a prefeitura não ter o habite-se deste imóvel?

Muito grato e parabéns pelo blog!

30 de setembro de 2011 18:22
Andre disse...

Estou tentando comprar um imovel de 170 mil pelo programa que é o máximo permitido em SP e com renda menor que 4900 e não aparece subsidio...e agora nao consigo entrar mesmo no programa?

28 de outubro de 2011 22:00
Anônimo disse...

Fiz a simulação pelo site, vou financiar uma casa de 95.000,00, está sendo construida e ficará pronta até janeiro. Tenho varias duvidas
1º a imobiliaria credenciada da caixa, me disse que só possodar entrada na caixa quando a casa já estiver pronta..isso está correto?
2º o proprietário me pediu o valor da entrada agora, para ele segurar a casa para mim....está correto? e se a caixa não aprovar, ou a obra demorar mais do que o combinado? devo documentar tudo (o prazo da obra, a entrada que dei, e se não der certo ele me devolve o dinheiro,etc), posso dar uma cheque só para janeiro quando a obra estiver pronta?
3º a imobiliaria me disse que vou ter de despesas em torno de 5.000,00 5% do valor da casa, e terei que depositar no banco da caixa este valor;
4º posso ter algumas dividas como fatura do cartão de credito, emprestimo, carnes de lojas,etc. ou isso pode atrapalhar a aprovação da caixa.
5º não posso usar o subisidio como valor para dar a entrada, ou valor dos gastos que vou ter?
muito obrigada aguardo respostas.

2 de novembro de 2011 18:12
Anônimo disse...

Cara, muito obrigado!!!

20 de novembro de 2011 10:20
Anônimo disse...

ESTOU COMPRANDO UMA CASA E ELA TEM 74 METROS DE CONSTRUÇÃO! A MEDIDA DA CASA TEM ALGUMA COISA A VER CM O P´LANO MINHA CASA MINHA VIDA?? ESCOLHOI A SEGUNDA OPÇÃO DE FINANCIAMENTO QUE TAMBEM ENTRA O SUBSIDIO DO GOVERNO!!!!!

adailfonseca@yahoo.com.br

se possivel responda no meu email tambem .. Deus abençoe.

26 de novembro de 2011 11:40
Thiago M. disse...

gostaria de saber se tem como saber quanto eu irei pagar em um imovel de 100.000,00 depois de 300 meses pelo programa minha casa, minha vida? Tem como calcular aproximadamente o valor total de juros que irei pagar pelo programa?

Renda: 1700,00

2 de maio de 2012 21:00
Ricceli disse...

Bom dia, é vantagem no programa minha casa minha vida eu querer um imóvel usado? existe essa possibilidade?

5 de maio de 2012 09:47
Anônimo disse...

financiei um imovel em 1999 e na epoca eu tinha um residuo de fgts e usei, mas vendi a casa em 2005 e agora quero finaciar outro, hoje nao trabalho de carteira assinada mas tive mais de tres anos e nao tenho nenhum saldo de fgts o valor do imovel 68.915,00 com ajuda da prefeitura yerei direito de algum beneficio?

5 de maio de 2012 19:37
Anônimo disse...

Eduardo, bom dia!

Pretendo comprar uma casa em meu nome (sou solteira mais tenho uma declaração de união estavel), no rastreamento do agente financiador apareceria que tenho esta UNIÃO e me impediria de concretizar a compra? grata, Silvya

9 de maio de 2012 12:25
Allisson Kaue - allissonkauew@gmail.com disse...

Boa tarde, estou namorando e pretendemos adquirir um germinado pelo plano minha casa minha vida, pela minha renda nao passa pela renda da minha mulher passa. agente vai usar o fgts dela e completar o restante da entrada em dinheiro, pretendemos casar no final do ano, depois q a gente casar eu posso usar o meu FGTS para amortizar as parcelas do financiamento?
No aguardo, obrigado
Allisson Kaue W. - allissonw@hotmail.com

21 de maio de 2012 16:31
Anônimo disse...

tenho uma casa mas ela não tem escritura. eu posso comprar uma casa pela caixa e pegar o subsidio?

28 de maio de 2012 22:39
Anônimo disse...

Gostaria de fazer um financiamento utilizando somente a minha renda. Meu marido tem uma empresa em seu nome e declara IR. Pela simulação da Caixa se o financiamento for somente com a minha renda a taxa é bem menor do que quando simulo com a minha e a dele. Sou casada com comunhão parcial de bens. Há a possibilidade de fazer o financiamento só com a minha renda? Marcia

19 de junho de 2012 17:45
rick policeno disse...

O QUE NINGUÉM ESTA PERCEBENDO É QUE COM A ABERTURA DE CREDITO DA CAIXA PARA COMPRA DA CASA PRÓPRIA UM MONTE DE SAFADO E SEM VERGONHA OU MESMO O CÂNCER DA HUMANIDADE CHAMADOS DE ESPECULADORES, SUBIRAM OS PREÇOS DOS IMOVEIS EM TODO O BRASIL TENDO EM ALGUMAS REGIÕES COMO A CAPITAL DE SP QUE CHEGOU A TER ALTA DE 2500% E AS CASINHAS QUE ERAM DESTINADAS A BAIXA RENDA OU SEJAM AS DE VALORES DE 50 MIL REAIS, NÃO EXISTEM MAIS, POIS, AS MESMAS COM OS MESMOS CONCEITOS DE CONSTRUÇÃO ESTÃO VALENDO EM MÉDIA R$78.500,00, ISSO PORQUE A LEI DA PROCURA ENCONTRA-SE MAIOR QUE DA OFERTA E O CÂNCER COMPRA OS TERRENOS, DEIXANDO-OS PARADOS, SEM CONSTRUÍREM E SEM VENDEREM PARA AQUELES QUE REALMENTE QUEREM EMPREENDER OU INVESTIR EM MORADIA BARATA, COM ISSO DIMINUINDO AINDA MAIS A DIFERENÇA DA LEI DE PROCURA E OFERTA CAUSANDO UMA ENORME DESIGUALDADE SOCIAL.


BOM... É SÓ UM DESABAFO DESSE POBRE COITADO QUE NÃO CONSEGUE COMPRAR UMA CASCA DE BANANA PARA UM DIA PODER DIZER.... ESSA É A MINHA CASA.



RICK POLICENO .´.

14 de julho de 2012 23:03
Anônimo disse...

Boa Noite Eduardo!
Eu vivi em união estável, quando compreimeu imóvel usei somente a minha renda e ganhei 23 mil de subsídio. Pergunta: Só tenho direito ao subsídio 1 vez, na separação o valor do subsídio não ficaria comigo, já que não posso usufruir dele novamente? Aguardo e desde já obrigada!

23 de agosto de 2012 21:01
Rhuan Carlos Moraes disse...

Parabens Eduardo pela suas informaçoes com esta bela materia!
muito bem esclarecida e detalhada,Parabens!

22 de outubro de 2012 01:30
Anônimo disse...

OLÁ GALERA GOSTEI BASTANTE ME AJUDOU MUITO EU ESPERO QUE DER TUDO CERTO,TIREI MUITAS DÚVIDAS MINHAS MUITO OBRIGADA A TODOS :)

11 de julho de 2013 17:39

Postar um comentário